Polícia Civil identifica nova modalidade de golpe que vem sendo praticada em JP

Polícia Civil identifica nova modalidade de golpe que vem sendo praticada em JP

A Polícia Civil da Paraíba identificou nova modalidade de golpe que vem sendo praticado e causando prejuízos em João Pessoa. De acordo com o Carlos Othon, delegado da Delegacia de Defraudações e Falsificações da Capital, a fraude envolve compra e venda de veículos usados e anunciados na internet.

A fraude acontece a partir depois que o cidadão divulga a venda de seu veículo em um site de anúncios na internet. Ao ver o anúncio, o criminoso faz contato com o proprietário do carro e garante a compra do veículo. Porém, ele conta uma história fictícia e informa que pagará o valor combinado, mas o veículo será entregue a outra pessoa que irá ao local analisar o carro.

Após conseguir a confiança da vítima, o estelionatário pede que ela retire o anúncio da internet, sob o pretexto que o veículo já está negociado. “Nesse momento, entra a segunda fase do golpe. O estelionatário já fez cópia do anúncio e das imagens do veículo. Ele publica novamente o anúncio, com preço inferior ao praticado no mercado, colocando seu próprio número de contato e se passando por dono do carro”, destaca Carlos Othon.

Surgindo um interessado em comprar esse veículo, o golpista conta outra história fictícia e o encaminha ao local onde o veículo se encontra. Nesse momento, tanto o real proprietário do carro, quanto o interessado na compra já estão enganados.

Após aprovar o carro, o interessado na compra acaba sendo convencido a depositar o dinheiro na conta bancária do estelionatário. Somente após alguns dias, é que o golpe é descoberto. -Tanto o dono do veículo quanto o interessado na compra agem de boa fé, mas são enganados por um criminoso que está em outro Estado-, afirma o delegado.

As investigações continuam e a Polícia Civil reforça que a população adote cuidados na hora de fechar negócios por meio da internet. Desconfiar sempre de valores muito baixos aos praticados no mercado e se certificar que está negociando com o legítimo dono do veículo ou seu representante legal são algumas recomendações policiais.

Leia mais no Polêmica PB

    Compartilhe: