Médico Ítalo Kumamoto faz apelo emocionado: fiquem em casa



Quem acompanha as postagens do médico Ítalo Kumamoto nas redes sociais pôde constatar, nesta quarta-feira (20), um apelo emocionado. O cardiologista pediu, mais uma vez, para que todos que puderem fiquem em casa. E o alerta tem um motivo: o risco de colapso no sistema de saúde paraibano, tanto o público como o privado, por causa do novo Coronavírus.

“Os hospitais estão sobrecarregados, púbicos e privados. Se a situação continuar, no nível em que estamos vivendo hoje, as pessoas relaxando o isolamento social, as medidas preventivas contra o coronavírus, nós não vamos ter leitos para pacientes que precisarem ser internados, seja em enfermaria, seja em apartamento, seja numa UTI pelo Covid”, disse Kumamoto.

A posição do médico foi manifestada após reunião com representantes dos Ministérios Públicos Estadual e Federal, além das secretarias de Saúde do Estado e do Município. Ele alerta, no vídeo, que não haverá vaga nas instituições de saúde para o tratamento dos pacientes, caso as pessoas continuem desrespeitando o isolamento social. O próprio Italo lembra que está em isolamento há 6o dias.

Conhecido pelo alinhamento ideológico com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o médico tem passado longe dos preceitos defendidos pelo gestor de extrema-direita. A posição do presidente, no sentido contrário da do médico, tem sido a de determinar a abertura de toda a atividade econômica, mantendo isoladas apenas as pessoas que integram o grupo de risco.

Kumamoto, por outro lado, defende que apenas as pessoas que atuem em funções essenciais saiam de casa. E o motivo para a avaliação dele é matemática: com crescimento exponencial das infecções, não haverá estrutura de saúde que chegue para garantir o atendimento da população caso todo mundo adoeça ao mesmo tempo.

Leia mais no Jornal da Paraíba 

    Compartilhe: