João diz que mudanças no governo acontecerão quando necessárias

João diz que mudanças no governo acontecerão quando necessárias

O governador João Azevêdo (PSB) disse, nesta quinta-feira (10), que mudanças no governo acontecerão quando elas se fizerem necessárias.


O Diário Oficial do Estado trouxe, na edição de hoje, as exonerações dos secretários Aléssio Trindade (Educação) e Ivan Burity (Executivo-Turismo) e de José Arthur Viana, da coordenadoria de Metrologia Legal do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba – IMEQ, todos alvos da quinta fase da Operação Calvário.


“Mudanças podem acontecer até o dia 31 de dezembro de 2022, enquanto eu estiver no governo. É um processo natural. É preciso que haja acomodação sempre que houver necessidade e eu não tenho nenhum problema de fazê-las”, afirmou o gestor.


Questionado sobre a nova fase da operação, Azevêdo disse que o Ministério Público faz o seu “papel”, enquanto o Poder Executivo faz o papel que lhe cabe.


“Cabe a mim ter ações como esta. Estar aqui em Campina Grande entregando uma parte de novas obras, serão mais de 135 milhões de reais em novas obras e lembrando ao povo da Paraíba que só esse ano já investimos quase 150 milhões de reais em Campina Grande”, respondeu.


João Azevêdo anunciou, nesta quinta-feira, uma série de obras para Campina Grande, em comemoração aos 155 anos de emancipação política da cidade. Serão R$ 135 milhões de investimentos em novas obras, entre as quais a construção do Centro de Convenções.


Leia mais no MaisPB

    Compartilhe: