Evento para revelar sexo de bebê termina em incêndio florestal



Um homem causou um incêndio florestal durante uma festa para revelar o sexo de seu bebê, no estado norte-americano do Arizona. O desastroso "chá-revelação" ocorreu em abril de 2017, mas as imagens foram divulgadas na terça-feira (27) pelo Serviço Florestal dos Estados Unidos.

É cada vez mais popular nos EUA organizar festas para descobrir o sexo de um bebê que está a caminho. Nesse caso, o futuro pai – identificado como Dennis Dickey – disparou contra um alvo, no meio de um matagal, que tinha as palavras "menino" e "menina".

Quando Dickey disparou, houve primeiro uma explosão de confete azul – que rapidamente se converteu em chamas. As autoridades locais acreditam que o homem tenha usado uma substância altamente inflamável.

Segundo o Serviço Florestal, o fogo consumiu quase 20 mil hectares. Os bombeiros precisaram de uma semana para controlar as chamas.

Multa milionária
Em setembro, um tribunal condenou a Dickey, que se declarou culpado pelo ocorrido, a pagar US$ 8,2 milhões em restituição – equivalente a cerca de R$ 31,6 milhões. A Justiça também o condenou a cinco anos em liberdade condicional.

O primeiro pagamento foi de US$ 100 mil dólares, e Dickey deve continuar a pagar cotas mensais até completar o montante.

Dickey disse ao juiz que foi um "completo acidente". Assim que o fogo começou, o homem afirmou que chamou os bombeiros.

Incêndios na Austrália obrigam 8 mil a deixarem casas

Nesse tipo de festa para revelar qual o sexo do futuro filho, alguns pais batem em uma bola de golfe que explode em rosa ou azul, ou cortam um bolo cujo recheio é da cor representativa do sexo, ou brindam com bebidas coloridas.

Leia mais no G1 

    Compartilhe: