Em áudio, Julian Lemos zomba de facada de Bolsonaro e alfineta Aguinaldo Ribeiro



Um áudio vazado de uma reunião entre membros do PSL de Aracaju (SE) com a presença do vice-presidente nacional e deputado federal Julian Lemos (PSL-PB) repercutiu após várias declarações polêmicas do ex-coordenador de campanha de Jair Bolsonaro no Nordeste virem à tona. A gravação aconteceu antes de Bolsonaro anunciar a saída do partido.




A pauta da reunião era o apoio de Lemos, a mudança de gestão do partido em Sergipe que passaria a ser comandado pelo deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) que apoiou Fernando Haddad (PT) nas últimas eleições.





Durante a reunião, Julian chegou a ironizar a facada sofrida por Bolsonaro na campanha e declarou que o PSL virou uma máquina milionária e que a “onda” que elegeu o presidente não se repetirá.




O deputado federal chegou a questionar a autoridade do chefe do executivo ao afirmar que quem manda é o Congresso e que se um representante do PT quisesse não seria rejeitado por Bolsonaro, pois o presidente está fazendo política.




Na gravação Julian Lemos ainda ataca o deputado federal e líder da Maioria na Câmara Aguinaldo Ribeiro (Progressistas-PB) ao dizer que ele é o “gangster do PP”.



Polêmica Paraíba/Blog do Márcio Rangel

    Compartilhe: