Copa América começa em SP sob ameaça de Greve Geral e reclamação por ingressos

Copa América começa em SP sob ameaça de Greve Geral e reclamação por ingressos

A Copa América de 2019 começa nesta sexta-feira, em São Paulo, sob ameaça de uma Greve Geral e com torcedores relatando dificuldades para a retirada dos bilhetes.

São esperadas cerca de 67 mil pessoas no Morumbi nesta noite, às 21h30 (de Brasília), para Brasil x Bolívia, partida que abre o torneio, de volta ao Brasil após 30 anos. Há a possibilidade de que elas tenham dificuldade para chegar ao estádio.

Centrais sindicais convocaram para esta sexta uma Greve Geral para protestar contra a reforma da previdência apresentada pelo Governo Federal. Sindicatos como os dos metroviários e dos motoristas de São Paulo, todos ligados ao transporte urbano, anunciaram adesão. Não se sabe a extensão dela, porém. Os ferroviários anunciaram que não vão parar na sexta.

A SPTrans, empresa responsável pelo transporte por ônibus na cidade, o Metrô e a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) têm liminares que obrigam a manutenção da operação nesta sexta-feira. Os ferroviários foram os únicos a recuar.

O COL (Comitê Organizador Local) da Copa América tem recomendado aos torcedores que utilizem o transporte público. Por causa da partida, boa parte do entorno do Morumbi será isolada por segurança, e apenas pessoas com ingressos ou credenciadas poderão acessar a área.

Diante da ameaça de caos no sistema de transporte, dirigentes do COL pediram que os torcedores se programem para chegar cedo ao Morumbi. Os bloqueios serão montados a partir das 16h e o portões abertos às 17h30.

A principal opção para chegar ao estádio é pelo Metrô: a estação São Paulo-Morumbi, da Linha 4-Amarela, fica a cerca de 20 minutos de caminhada. A Via Quatro, concessionária da linha, afirmou que a operação não será alterada nesta sexta.

Para auxiliar na saída dos torcedores, o Metrô ampliou o horário de funcionamento da estação até a 1h de sábado. Uma linha de ônibus especial também foi criada para a dispersão, a 809M-10 Morumbi-Praça Ramos de Azevedo. Ela tem ponto inicial na Avenida Jorge João Saad, entre a Praça Roberto Gomes Pedrosa e o Colégio Miguel de Cervantes.

Ao contrário da Copa do Mundo, quando a Lei Geral da Copa permitiu o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios, desta vez elas estão proibidas a partir dos pontos de bloqueio no entorno do Morumbi – vale a lei estadual em vigor.

Leia mais no G1

    Compartilhe: