CALVÁRIO: Delação de Burity compromete muito Ricardo e outros figurões paraibanos



Em delação premiada para o Ministério Público da Paraíba (MPPB), o ex-secretário estadual de Turismo, Ivan Burity, confirma que tinha a função de transportar propina.




O dinheiro seria utilizado para a campanha eleitoral de 2014.





O ex-secretário relata ter buscado dinheiro junto a empresas no município de Curitiba, capital do Paraná (PR), bem como no município de Fortaleza, capital do Ceará (CE).





Na capital do Paraná, as investigações apontam que o ex-secretário trouxe para a Paraíba aproximadamente R$ 800 mil. Já de Fortaleza, ele relata ter trazido R$ 1 milhão.




O transporte era feito por voo fretado.






O ex-secretário diz que a movimentação da propina aconteceu no hangar do Governo do Estado, pois no local não havia nem fiscalização nem abordagem oficial.





O Hangar do Governo da Paraíba está situado no aeroporto Castro Pinto, na Grande João Pessoa. Um hangar é um galpão utilizado para se estacionar as aeronaves.





O depoimento de Ivan Burity combina com o da ex-secretária de Administração, Livânia Farias, que também é investigada no âmbito da Operação Calvário.





A 1ª fase da Operação Calvário foi desencadeada no mês de dezembro de 2018, quando foi revelado um esquema de desvio de recursos públicos nas áreas da Saúde e da Educação.



Página 1 PB

    Compartilhe: