Atos contra cortes na educação ocorrem em 170 cidades do Brasil

Atos contra cortes na educação ocorrem em 170 cidades do Brasil

Milhares de manifestantes realizam protestos contra cortes na educação básica e no ensino superior nesta quarta-feira, 15. Atos ocorrem em um total de 170 cidades, que incluem as capitais de todos os Estados e o Distrito Federal, além de cidades do interior. Parte das escolas e universidades das redes pública e privada também aderiu às manifestações e cancelaram o dia letivo. 




Em visita a Dallas, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) chamou os manifestantes de "idiotas úteis" e "massa de manobra". Além disso, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fala na tarde desta quarta sobre o contingenciamento em sessão na Câmara dos Deputados. 


 Depois de cerca de quatro horas de manifestação, o protesto em São Paulo contra os cortes na Educação alcançou a Praça Armando Sales de Oliveira, onde fica o Monumento às Bandeiras, e começa a se dispersar na região do Ibirapuera. O ato que saiu do vão livre do Masp desceu a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio em direção à Assembleia Legislativa (Alesp), como combinado com as autoridades. 



 Entretanto, no meio do caminho, parte da população, especialmente os estudantes, optaram por marchar pela Rua Manoel da Nóbrega, dividindo a manifestação. Sindicalistas tentam juntar os grupos para um ato de encerramento conjunto, enquanto parte dos estudantes já vai embora.


Estadão

    Compartilhe: