Acaba sábado prazo para Santiago e Leto irem para presídio comum

Acaba sábado prazo para Santiago e Leto irem para presídio comum

O prazo para a transferência de 25 presos civis segregados, que se encontram detidos no 1º e 5º Batalhões da Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros, para presídios comuns de João Pessoa, termina neste sábado (18). Dentre os presos nessa situação estão o empresário Roberto Santiago, proprietário dos shoppings Manaíra e Mangabeira, e o ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana.

A prorrogação do período inicial para o cumprimento da medida, estabelecida pela Justiça Militar da Paraíba, foi solicitada pela Vara da Execução Penal (VEP) da Comarca de João Pessoa e pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

O termos da prorrogação estão definidos na portaria nº 03/2019, assinada pelo juiz titular da Justiça Militar da Paraíba, Eslú Eloy Filho.

O empresário Roberto Santiago está preso no 1º Batalhão de Polícia Militar, no bairro do Varadouro, enquanto que o ex-prefeito de Cabedelo se encontra no 5º Batalhão, no bairro Valentina Figueiredo. Ambos estão envolvidos na Operação Xeque-Mate e devem ser transferidos para o Presídio do Róger ou PB1.

Cópias da portaria, publicada no dia 8 deste mês, foram encaminhadas para os comandantes-gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, para que sejam publicados boletins de conhecimento geral. O Cartório da Justiça Militar da Capital também enviou cópias ao Juízo da VEP e à Câmara Criminal do TJPB.
Leia mais no  Portal Correio

    Compartilhe: