Qual foi o crime de Catão?

Qual foi o crime de Catão?

De repente as artilharias do governo se voltaram para o conselheiro Fernando Catão, do Tribunal de Contas. Mas por qual motivo? Pelo fato dele ter atendido um pedido do Ministério Público de Contas e mandado o governo do Estado parar de conceder empréstimos do programa Empreender Paraíba.

É comum os membros dos tribunais atenderem pedidos do Ministério Público. Mas na Paraíba, quando a decisão contraria os interesses do governo logo dizem que o ato foi político. No caso de Catão, o caso é mais grave pelo fato dele ser tio do senador Cássio Cunha Lima, adversário do governador Ricardo Coutinho.

Ora, o papel do Tribunal de Contas é fiscalizar os atos de todos os gestores públicos. Se há irregularidades o TCE pode sim adotar providências, não importa qual seja o ente público.

A imprensa bem que poderia ir ao Tribunal de Contas e ouvir não só o conselheiro Fernando Catão como o Ministério Público de Contas para divulgar o que de fato está havendo com o programa Empreender.

Me parece que está faltando transparência do governo nas informações concernentes ao programa. É só divulgar com transparência que com certeza o Tribunal de Contas não vai agir contra.

O resto é lanacaprina.

    Compartilhe: