Marina Silva vê luta de ‘Davi contra Golias’

Marina Silva vê luta de ‘Davi contra Golias’

Candidata a Presidência da República, Marina Silva (REDE) criticou, nesta quinta-feira (13), a disputa desigual entra elas e os outros candidatos.



“Eu estou concorrendo como Davi contra Golias. São vinte segundos de televisão contra um monte de tempo deles e um pouquinho só do fundo eleitoral. Eles têm quase meio bilhão para fazer campanhas milionárias. Minha campanha é uma espécie de esmola da viúva pobre. Tudo que tenho são: minha trajetória, propostas e integridade política”, argumentou em entrevista ao Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM.




Marina Silva disse também que, se eleita, governará com os melhores do país independente de filiação partidária. Para ela, nem todos de partidos como PMDB, PT ou PSDB se corromperam. A presidenciável afirma que é preciso construir uma nova alternativa política para o Brasil.



“Eu estou pronta para unir o Brasil. Eu vou governar com os melhores desse país. Se eu tiver uma chance essa política do ódio, da polarização esquerda/direita vai ter um ponto final do Brasil. Eu vou cultivar os valores da cooperação e do respeito”, destacou.




Marina defendeu a Operação Lava Jato e o juiz Sérgio. “O PT e o presidente Lula fizeram coisas boas como o Bolsa Família mas, em nome disso, não posso ser conivente com erros cometidos e dizer que não ocorreram”, ponderou.


Por fim, Marina negou que esteve sumida antes da campanha. Ela disse que nesse período voltou ao trabalho, fundou um partido e participou de vários eventos internacionais.



“Não venham dizer que estou sumida. Eu não sou dona de TV, de jornal e rádio. Estou trabalhando e muito”, concluiu.


Mais PB

    Compartilhe: