Empreender: RC solicita audiência com presidente do TCE para tratar de suspensão feita por Catão

Empreender: RC solicita audiência com presidente do TCE para tratar de suspensão feita por Catão

Durante sua caravana no Curimataú paraibano para assinatura de ordens de serviço para as obras da TransParaíba, nesta terça-feira (14), o governador Ricardo Coutinho afirmou que solicitou uma reunião com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), André Carlo Torres Pontes, para tratar sobre a suspensão do Empreender Paraíba.



“Eu pedi uma conversa com a presidência do TCE e vou tomar todas as medidas cabíveis no campo da Justiça para que a população não seja tão duramente atingida, como está sendo com esta suspensão do Empreender”, revelou.




Para Ricardo, é absurdo um programa como o Empreender ser suspenso quando várias pessoas seriam beneficiadas até o final deste ano, com créditos liberados. Seria um claro caso de influência política. “Um conselheiro suspende esse programa alegando falta de transparência e efetividade. Ao mesmo tempo não consegue colocar um item dentro daquela suspensão que o Estado deveria fazer para superar essa suposta falta de transparência. Ou seja, na verdade foi uma decisão muito infeliz e é uma decisão, sinceramente, eivada de um comprometimento político. Eu não falo de críticas em relação ao governo. O próprio TCE fez duras cobranças em relação à OS, saúde e eu acatei calado, procurando trabalhar. Mas uma decisão como essa, que não tem nenhum fundamento, que busca abrir uma crise entre TCE e o governo é algo que não se faz. Principalmente considerando todas as vinculações que existem com a própria postura do conselheiro, que é bastante diversa. Eu não quero que ele goste do governo. Se ele não gosta, é uma questão dele que eu tenho que respeitar. Agora, enquanto conselheiro do TCE, não”, desabafou.



TransParaíba



Orçada em mais de R$ 200 milhões apenas para a primeira etapa, Ricardo ressaltou a relevância desta intervenção no Curimataú, que garantirá maior segurança hídrica para a população da região.




“Essa é a obra mais importante, em termos de segurança hídrica, que a Paraíba conseguiu fazer. Essa obra está sendo feito para abastecer a região mais seca do Estado. É uma obra que democratiza as águas do São Francisco, porque as águas que estão chegando em Boqueirão, vai levar água para todo o Curimataú e Seridó. É importante também porque é uma obra com maior volume de investimento em toda a história da Paraíba. São mais de R$ 200 milhões de recursos próprios somente nesta primeira etapa. O importante é que a Paraíba tenha a melhor distribuição das águas do São Francisco. Nenhum outro Estado vai ter esta distribuição. E está acontecendo isso porque o Estado foi determinado, teve planejamento, porque temos uma política de pensar a Paraíba como um todo, seja no pequeno município, seja no grande”, explicou.



Em meio a crise econômica, o governador apontou que a Paraíba é um dos poucos Estados do país que consegue manter o ritmo de investimentos nas mais diversas áreas. “Esse é um momento de afirmação de uma Paraíba que, sinceramente, não existia antes do ponto de vista da ação pública. Nenhum Estado no Brasil hoje consegue assinar uma ordem de serviço para uma obra de R$ 200 milhões, com recursos próprios. Observem que há Estado 100 vezes mais rico, mas não está conseguindo fazer isso. Isso não quer dizer que a Paraíba tenha dinheiro sobrando. Isso quer dizer que o dinheiro da Paraíba está sendo colocado exclusivamente para aqueles investimentos que são mais valiosos para existência humana dentro do Estado. Ao mesmo tempo que é perceptível que a Paraíba aprendeu a planejar, olhando para o presente para fazer o futuro e ver todas as Paraíbas que existem dentro do nosso Estado. A Paraíba não é uma só, não é apenas Campina Grande e João Pessoa. É muito mais do que isso. Esse aprendizado e essa determinação do governo tem mudado a face do nosso Estado e vai continuar mudando, porque eu tenho muita fé e confiança de que o povo irá reconhecer isto”, disse.


Blog do Gordinho 

    Compartilhe: