5 formas de acelerar o metabolismo

5 formas de acelerar o metabolismo

A taxa metabólica está diretamente ligada à queima de gorduras e à absorção de nutrientes pelos músculos, tendo um impacto direto nos resultados obtidos com dietas e exercícios físicos.

 Entenda como algumas medidas podem potencializar o funcionamento do organismo.Seja para quem quer emagrecer ou para quem deseja ganhar massa muscular, manter o metabolismo em bom funcionamento é essencial.

Afinal, a taxa metabólica está diretamente ligada à queima de gorduras e à absorção de nutrientes pelos músculos, tendo um impacto direto nos resultados obtidos com dietas e exercícios físicos.

Algumas medidas simples podem melhorar o funcionamento do organismo e garantir que ele trabalhe na intensidade necessária para a manutenção da forma física e do bom funcionamento do corpo.

Confira as dicas abaixo e saiba como acelerar o seu metabolismo de maneira eficiente.

1 – Pratique exercícios aeróbicos e musculação

Atividades físicas em geral são excelentes aliadas do organismo, mas exercícios aeróbicos e musculação proporcionam um gasto calórico alto e uma alta movimentação do corpo, estimulando a circulação sanguínea, a queima de gorduras e a aceleração do metabolismo. De acordo com Eduardo Leite, diretor do e-commerce do setor esportivo Hard Suplementos, é necessário fazer exercícios desse tipo. "A musculação e a aeróbica são atividades que contribuem muito para aumentar a ação metabólica. Suplementos que dão mais energia para os treinos, como a maltodextrina, são indicados para quem quer fazer exercícios de forma mais intensa e potencializar os resultados", afirma.

2 – Tenha uma boa noite de sono

Dormir por pouco tempo ou acordar muitas vezes faz com que o corpo não tenha o devido descanso, mantendo-se tenso e cansado ao longo do dia. Por isso, ter uma noite tranquila e agradável faz com que o corpo tenha a disposição necessária para manter o metabolismo ativo, acelerando a queima de gorduras e o emagrecimento. A sensação de bem-estar também reduz a ansiedade e a vontade de comer, tornando mais fácil seguir uma dieta equilibrada e saudável.

3 – Não fique muito tempo sem comer

Pular refeições ou passar grandes períodos sem se alimentar faz com que o corpo trabalhe em um ritmo mais lento, já que o metabolismo se adapta à quantidade de energia que é fornecida a ele. Por isso, é preciso fazer lanches e refeições a cada três horas, alternando os alimentos com base no grupo a que pertencem – carboidratos ou proteínas – e a quantidade de calorias que possuem. Entre o almoço e o jantar, por exemplo, coma porções de frutas, queijos magros, iogurtes ou grãos integrais. A disposição ao longo do dia será maior, bem como as taxas de funcionamento do metabolismo.



4 – Consuma grãos integrais

Ao contrário do que muitos pensam, os grãos integrais e os produtos derivados deles não possuem menos calorias do que os tradicionais. A diferença está na composição: os grãos integrais têm mais fibras, o que garante que eles sejam digeridos por mais tempo e proporcionem saciedade, fornecendo energia prolongada e facilitando a queima de gorduras. Além disso, eles ajudam a melhorar o funcionamento do intestino e do sistema digestivo em geral.

5 – Café da manhã: sempre!

Na correria de ir para o trabalho ou por acordarem atrasadas, muitas pessoas acabam negligenciando o café da manhã. A primeira refeição do dia é uma das mais importantes, já que ela oferece a energia necessária para o funcionamento do organismo. Por isso, aposte em combinações de frutas, grãos integrais e proteínas. Se for praticar exercícios físicos de manhã, insira no cardápio os nutrientes necessários para suprir a carga que será gasta.

Matéria publicada no site O Debate

    Compartilhe: